imagem de marca

O Facebook morreu?

O que está acontecendo com a rede social mais valiosa do mundo e o que isso tem influenciado nas empresas? O mundo está assistindo ao declínio de uma marca, enquanto observa outra ganhando cada vez mais espaço no mercado

Por Multiverso, Design e Marketing.


Quando pensamos na possibilidade de o Facebook acabar, fica difícil acreditar que uma rede tão popular possa vir a ser extinta. Embora seja cedo para declarar o fim da plataforma, nos últimos anos as estatísticas não tem se apresentado nada favoráveis para o fundador da rede. A rede social tem enfrentado inúmeros problemas e isso só vem sendo refletido na quantidade de usuários que estão deixando de utilizar a rede social. De acordo com os dados do EMarketer, mais de 2,8 milhões de usuários americanos, com faixa etária inferior a 25 anos, já abriram mão da plataforma em 2017, e, estima-se que uma queda ainda mais significativa atinja o site até o final do ano de 2018.

Mas, ao que deve essa redução e porque a desistência de mais usuários pode vir a modificar o marketing digital?

Aqui, falaremos o porquê da plataforma estar perdendo a credibilidade, e qual é a rede social que as empresas estão optando usar para alavancar o branding e a gestão de marcas dos negócios.

thought-catalog-609285-unsplash

Quais os problemas que estão afetando o Facebook?

Todo mundo recorda dos escândalos envolvendo o Facebook, não é mesmo?

Casos de pedofilia, prostituição, a distribuição de informações falsas, relatos de preconceito, violência, discussões tóxicas e ameaças na internet. Entretanto, em 2017, outra polêmica foi capaz de afetar a rede muito mais do que qualquer outro problema que ela já havia enfrentado: a ligação da rede social junto as eleições para presidência dos EUA, Donald Trump, o atual presidente do país.

De acordo com notícias divulgadas, o Facebook chegou a confirmar que aproximadamente 3.000 anúncios (de origem Russa) foram disponibilizados aos usuários da rede na época, o que teria influenciado uma parte significativa de eleitores a favor de Trump. Além desses anúncios contrários, em abril de 2018, a rede também admitiu que os dados de mais de 87 milhões de clientes foram acessados pela consultoria britânica Cambridge Analytica, que teria comprado informações dos usuários de forma ilegal a fim de usá-los para a campanha política do candidato.

Assustador, não acha?

A polêmica logo chegou as redes internacionais, e não fica difícil compreender o porquê do Facebook estar perdendo tanto a credibilidade com os seus clientes e os investidores. Os usuários da rede não estão mais satisfeitos e nem se sentindo seguros quanto aos dados disponibilizados pela política falha da privacidade do site. Para termos uma ideia, o escândalo foi tão significativo para a rede, que houve uma queda brusca das ações dela na Bolsa de Valores. Isso ocasionou um deficit de mais de 6,5% após um dia da polêmica ter sido anunciada.

Milhões de usuários começaram a abandonar o site e a migrar para plataformas adversas que, na opinião de muitos, vem conquistando cada vez maior vantagem sobre a rede favorita de Zuckerberg.

tim-bennett-538189-unsplash

Por quê esse deficit no Facebook está interferindo nas empresas?

Para as empresas que usam a rede para alavancar os negócios, a notícia do site estar perdendo espaço no mercado não é nada boa. Com a diminuição de usuários, as chances de venda ao público também tem diminuído e isso tem tornado tudo mais complicado aos empreendedores. A rede social já percebeu isso e está trabalhando para conseguir reverter esse quadro. Infelizmente, a tendência é que o número de usuários do Facebook continuem a diminuir com o passar dos anos. Embora a rede social ainda seja muito utilizada para se investir em marketing, para os estudiosos, a rede social está, na verdade sofrendo um declínio ao ver a própria marca com prazo de validade.

Os internautas já estão migrando para outros espaços; locais onde se sintam seguros e com liberdade o bastante para expor pensamentos e insatisfações a respeito do que querem. E, adivinhe só! Eles já o encontraram (um local com uma política de privacidade mais segura quanto aquelas que o Facebook está oferecendo). Então, se o futuro das empresas realmente está concentrado no marketing digital e na atração de clientes via internet, é para esse espaço que devemos direcionar toda a nossa atenção, certo?

É lá que o fluxo de clientes está ocorrendo.

Já conseguiu adivinhar qual o aplicativo de que estamos falando?

Eu acredito que sim!

nordwood-themes-359015-unsplash

Para onde os usuários estão indo?

Renunciar aos velhos hábitos nem sempre é fácil, mas, adaptar-se as mudanças é algo fundamental para garantir a permanência no mercado. Prova disso é que, grande parte dos usuários ativos do Facebook também estão optando em transferir raízes ao aderirem a uma nova plataforma.

E, qual seria ela? O Instagram.

Através das ferramentas de compartilhamento de fotos, stories e DM (direct messaging), a facilidade para se manter a interação com as pessoas têm conquistado, cada vez mais, milhões de seguidores. A popularidade da plataforma está em um crescimento tão, mas tão grande, que no final do ano de 2017 o aplicativo já tinha conseguido superar a marca de 800 milhões de usuários ativos por mês. E, olha que as previsões são positivas e não param de crescer. Para termos ideia, a expectativa para o aplicativo é que o Instagram consiga alcançar a marca de até 1 bilhão (eu disse 1 bilhão) de usuários ao final de 2018.

É um fluxo muito grande de pessoas, não?

Esse crescimento acelerado se tornou fator tão decisivo para os empresários, que muitas das empresas já estão investindo no marketing do Instagram, mais do que em qualquer outra plataforma. Com o intuito em alavancar a imagem da marca, as organizações têm criado perfis comerciais para ficarem cada vez mais conectados com o público almejado. Através do compartilhamento de fotos, promoções e interesses em comum, as empresas esperam atrair mais segmento de usuários e alavancar os negócios tanto quanto a rede tem conseguido alavancar no setor de entretenimento.

Esse crescimento é estimulante para os negócios! Quanto maior o número de pessoas que o Instagram conseguir atrair, maiores serão as chances das empresas conseguirem alavancar os seus serviços e produtos. É uma vitrine mundial, e, esse tipo de estratégia pode vir a ser crucial para o sucesso da sua empresa.

Pense nisso!

Na próxima publicação, descreveremos algumas dicas que irão auxiliar a sua empresa a alavancar a popularidade, e como deve se fazer o uso do Instagram para conseguir um maior alcance sobre a margem de clientes.

O que achou? Deixe a sua opinião nos comentários abaixo, e vamos conversar a respeito.

Boa sorte, e até o próximo post!

Pin It on Pinterest

Open chat
1
Olá,
Vamos conversar?