branding

Vender para todo mundo é uma boa?

Segmentar o ramo dos negócios e atrair a atenção de um público-alvo específico. Como saber qual a melhor opção, e como transformar a minha empresa em um referencial de marcas.

Por Multiverso, Design e Marketing.


Embora aumentar as vendas seja o propósito de qualquer empreendedor, nem sempre nos deparamos com empresas que conseguem alavancar junto da indústria e do comércio. Mas, porquê? O que esses empresários podem estar fazendo de errado? A resposta para essa pergunta está interligada nas decisões e na maneira com que eles estruturam sua marca mediante o mercado.

Quer saber os motivos pelo qual ocorre o intervalo de vendas, e o que pode ser feito para se sobressair em meio a um quadro competitivo?

Veremos abaixo!

rawpixel-com-250087-unsplash

Porquê segmentar o ramo do meu negócio é a melhor opção?

Quando optamos em seguir um ramo específico de atividade, sempre partimos da premissa que as necessidades do consumidor devem ser atendidas. Você quer ser o melhor naquele ramo e, como empresário, é você quem irá estabelecer qual o produto vendido, o público que tem pretensão em alcançar, e o tipo de marketing que será utilizado dentro da sua empresa.

Para muitos empreendedores, atender às técnicas de branding é o segredo para causar um impacto na vida dos consumidores porque, quando implantado ao marketing, a empresa será lembrada toda vez que o cliente usufruir dos seus produtos – ocasionar um diferencial, correto? No entanto, como uma empresa pretende diferenciar a sua marca, agindo de forma similar aos concorrentes?

Aí está o ponto chave da importância em segmentar o ramo de um negócio e o porquê de estar ocorrendo tantos intervalos no processo de venda aos consumidores. Muitas lojas iguais, para suprimir necessidades diferentes.

Vejamos!

Quando você direciona produtos similares para um alto público de clientes, você não consegue causar o impacto esperado, pois não está explorando novos nichos de mercado. Agora, quando a empresa passa a direcionar o foco para produtos diferenciados, vemos o quanto uma decisão consegue distinguir um negócio entre os demais concorrentes.

Nessa fatia de diferenciação se concentram boa parte dos consumidores, e nela todos esperam adquirir produtos inovadores, interessantes e que consigam atender suas necessidades. Então, porquê é tão difícil para os consumidores encontrarem produtos e lojas distintas à disposição?

Porquê muitas empresas não estão dispostas a arriscar quando, na verdade é preciso ousar caso se queira sobressair em meio a um quadro competitivo.

Mas, de que forma essa segmentação pode alavancar os meus negócios?

O fato é que seguir a mesma linha de outras empresas nunca deram garantias que a sua marca se tornaria memorável. De certa forma, é cômodo andar por um caminho já explorado, e por isso há tão poucos que arriscam em inovar dentro do mercado. O que torna uma empresa diferente da outra, é também a decisão sobre qual a fatia de consumidor que ela espera atingir com os seus produtos.

Veja bem!

Quando várias empresas oferecem o mesmo artigo para todos os modelos de clientes, a linha de mercado acaba ficando saturada quanto a oferta. Não há um público específico para direcionar os objetivos porque, ao tentar agradar tantos, você acaba deixando de lado o foco principal da sua marca. Ao que parece, é como estar chutando uma bola para todos os lados enquanto espera conseguir acertar alguma coisa.

Ninguém espera contar com a sorte, não é mesmo?

É preciso um direcionamento.

Nesse caso, quando ocorre a segmentação, a empresa passa a direcionar os seus serviços para a satisfação de uma determinada fatia – você começa a pensar e analisar tudo em prol de x consumidores. Não ocorrem equívocos quanto a adaptação do seu marketing e marca por que a empresa já sabe qual o caminho que seguirá os seus negócios. E, ela acerta, seja com a marca, os objetivos, a visão, o público alvo, o tipo de produto, atendimento, tudo. Fica mais fácil de se destacar.

Vamos ver um exemplo:

Ao entrarmos em uma loja que comercializa peças para consumidoras entre 40-50 anos, analisamos que o trunfo do empresário está voltado para um nicho pouco explorado de mercado. Como dono desta loja, ele opta em fornecer produtos exclusivos, passa a investir em um atendimento diferenciado, e a disponibilizar um ambiente visual/sonoro que condiz com os produtos que ele está ofertando. A loja foi especialmente adaptada para atender mulheres maduras e decididas, e, elas aprovam isso. Não só apreciam o local, como também adoram o fato dos produtos terem sido selecionados para suprir suas necessidades.

Quem não apreciaria um estabelecimento como esse?

O sentimento de importância cria um laço cliente-empresa que só fortaleza o respeito pela marca. Não porque o empresário decidiu investir em uma loja de roupas femininas, mas porque ele tomou a decisão em explorar uma fatia de mercado que estava sendo pouco explorada. Isso torna a loja diferenciada, não é mesmo? Selecionar, analisar e ser o pioneiro dentro do mercado competitivo.

Dessa forma, o empresário passa a mergulhar em um oceano cheio de possibilidades, e não apenas a se contentar com a margem fornecida.

É preciso pensar grande.

william-iven-22449-unsplash

 E, como posso decidir qual o melhor segmento para os meus negócios?

Imergir em um mercado pouco explorado é algo desafiador, embora possua inúmeras possibilidades de diferenciação e crescimento.

Antes de optar por um segmento, pesquise sobre quais os produtos que não estão sendo oferecidos pelas lojas da sua cidade. Busque ouvir os consumidores e analise o que você, como empresa, poderia fazer para suprir as necessidades que não estão sendo atendidas. Você pode investir em uma loja que comercializa um tipo específico de roupas, um restaurante que oferece pratos diferenciados, um estabelecimento que aposta em uma decoração característica com música e alimentos distintos… Você decide! As possibilidades são infinitas.

A empresa que segmenta o ramo nos negócios, é aquela que estará inteiramente focado em atender as necessidades de uma público x. Consequentemente, será lembrado como o pioneiro dentro de um segmento, se tornará ponto de referência quanto a outros estabelecimentos/lojas; fortalecerá as premissas propostas pela marca, e também estará conquistando o sucesso e diferenciação sobre a fatia de mercado. É tornar a sua marca um símbolo para os futuros consumidores lembrarem.

Para auxiliar essa caminhada, você poderá contratar o serviço de profissionais capacitados que irão ajudá-lo na criação da marca, e que auxiliarão nas suas decisões para alcançar os objetivos. Com um bom planejamento é possível criar um nome forte no mercado apesar de toda a competitividade.

Quer que sua marca seja diferenciada?

Pense e seja diferente!

Boa sorte, e até o próximo post.

Pin It on Pinterest

Open chat
1
Olá,
Vamos conversar?